Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ilimitado amor

Até o ilimitado amor detem-se ao final da estrada
para fugir do abismo...
E, humanos olhares lamentam e choram
o final inesperado...sem conhecer
o que restou ...sem nada saber
do sumo, do néctar, do perfume, da prece.

Desses humanos olhares somos feitos...
até que um dia, a sombra recue.
Mas agora, nem o Sol ardente há de revelar
todas as contradições e mistérios..
Talvez, mostrem-se apenas em frações de segundos,
quando a manhã desperta de seu profundo sono
ou quando o dia, suavemente, adormece...

Mas,nesse agora banal, que logo se faz passado,
nossos humanos olhares não encontrarão respostas,
só repetições.
Até que se revelem claramente os limites de que é feito
o ilimitado amor.
Mareluz
Enviado por Mareluz em 21/10/2007
Reeditado em 21/10/2007
Código do texto: T703648
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mareluz
São José dos Campos - São Paulo - Brasil
697 textos (21199 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 22:20)