Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Contraponto

.:.
Vejo o sol dentro do mar
e minhas vestes parecem serenas demais.
Dias atrás,
vi seus olhos – eles eram meu cais.
E meus ais...
Não revelavam nada de mim.
E assim:
os dias passam,
os dias vêm...
Nada muda nem aqui nem além.
É isso natural?

E o mar dentro do sol
torna singelo meu paradoxo global.
E coisa e tal...
Não consigo ver além do normal.
E por fim,
quem mandou roubar a flor do jardim?
(O jasmim)
Se a elegância
se mostrar na fragrância,
então valerá a tortura existente em mim.
E isso é normal.

Crato-CE, 5 de janeiro de 2007.
22h14min
.:.
Nijair Araújo Pinto
Enviado por Nijair Araújo Pinto em 22/10/2007
Reeditado em 23/12/2010
Código do texto: T705647
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nijair Araújo Pinto
Crato - Ceará - Brasil, 46 anos
2196 textos (65135 leituras)
81 áudios (1660 audições)
3 e-livros (542 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 02:14)
Nijair Araújo Pinto