Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ninho Clandestino

Meu ninho é clandestino
e a qualquer momento
a montanha levanta
e o derruba
com um
chacoalhar de palavras.

Uma ou duas bastam.
E tudo desmorona.

A montanha é o lugar.
Você, montanha
é o lugar
onde construí meu ninho.

Uma nova invasão.

Sem que você saiba,
veja ou sinta,
adentrei outra vez
suas letras,
escondi-me
por entre as linhas
tortas e sem visgo
de sua vida.

Se quer me encontrar,
procure-me ali,
entre as curvas
das tuas letras.
Lá me escondi.

Na verdade,
sempre invadi o seu mundo.
Desde a primeira vez.
Foi assim que aconteceu.
E por isso me castigas
com o apagar
de minhas pegadas.
Tenho ido lá,
mas vou cuidar
para não deixar marcas.
Tenho medo de que
as apagues outra vez.
Iria doer demais.

Invadi seu mundo,
me castigas por isso,
mas uma coisa preciso dizer:
- Foi você que fez
brotar em mim
sentimentos
que tinha
escondidinhos
dentro do lado
escuro do coração.
Maria
Enviado por Maria em 27/10/2007
Código do texto: T711897
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria
Blumenau - Santa Catarina - Brasil
4824 textos (195067 leituras)
1 e-livros (121 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 11:29)
Maria

Site do Escritor