Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Com licença Dona Saudades



A Doçura me invade...
A Saudades também quer chegar
Como se ela também
Fosse convidada a entrar...

Ela é sim a Dama da Noite,
Que quer saber como estou
E de mim, num descuido
Nas suas garras me enredar...

Só pra você saber Saudades
Não gosto deste seu papel
De se apoderar dos corações
Que estão sem o seu amor...

Vou te contar oh! Dama da Noite:
Mandei pra ele um beija flor
E o pássaro, coitado, só, voltou...
Chegou cansado...
Nada de doce encontrou,
Nenhuma flor pra mim levou.

Uma coisa te digo ainda:
Neste meu ser
Cheio de montanhas azuis
Noites crivadas de estrêlas
Não tem lugar pra você,
Somente para a Doçura,
Que traz pra dentro de mim
O Amor que resiste à você, Saudades sem fim...

Com licença Dona Saudades...
Vai bem pra longe de mim !...

Sonia
11/03/2007
SP
SoniaS
Enviado por SoniaS em 29/10/2007
Código do texto: T714425
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
SoniaS
São Paulo - São Paulo - Brasil
553 textos (16133 leituras)
5 áudios (171 audições)
18 e-livros (458 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 20:44)
SoniaS