Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POETA.

AS LÁGRIMAS DO POETA
SÃO COMO O ORVALHO,
TESTEMUNHO DA NOITE
COM BRISA OU COM AÇOITE.

DEPOIS DO PRANTO
ELE LEVANTA VÔO
COMO UM BEIJA-FLÔR E O SEU CANTO
APÓS O DESCANSO.

VOA O MUNDO
POETIZANDO
JOÃO, MARIA, RAIMUNDO...
POIS,
REALIDADE
SÓ EXISTE
NA LIBERDADE.
E O POETA
SEMPRE DEIXA A PORTA
ABERTA.
DOMINGOS SAVIO
Enviado por DOMINGOS SAVIO em 29/10/2007
Código do texto: T714813
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
DOMINGOS SAVIO
Salvador - Bahia - Brasil
239 textos (7047 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 00:01)