Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CARNE VENCIDA

Demétrio Sena - Magé

Há um povo apagado em seu sono profundo;
numa triste alegria que não tem sentido;
em um mundo mental que a razão desabona
e desmente com gritos de verdades duras...
Os ouvidos tampados, tapados, inúteis,
não escutam estrondos da própria desgraça;
essa gente fiel do poder que a massacra
é rebanho que passa e se pisa sem ver...
São carcaças dormentes pra faca dos fatos;
vejo tantas cabeças perdidas das mentes,
tantos flatos verbais de rompantes vazios...
Há um povo tão povo e tão carne vencida,
que apodrece pra vida e se julga filé
do poder e da fé que não é mais em Deus...
Demétrio Sena
Enviado por Demétrio Sena em 07/01/2021
Código do texto: T7154074
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Demétrio Sena
Magé - Rio de Janeiro - Brasil, 60 anos
3665 textos (79469 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/05/21 21:36)
Demétrio Sena