Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POESIA DE UM VELHO....



     Ary Bueno [ O Príncipe dos poemas e do amor ]

Veja só como é fácil a rima, Maria
No passado, eu não usava tanto, ia
Pois hoje, nada faço, apenas eu fazia
Já não corro mais, eu,... antes corria

Antigamente, eu não chorava, sorria
Não tinha tristeza, somente alegria
Sexo então...quase toda hora queria
Hoje, sexo vai se tornando nostalgia

Caramba, como a vida se torna agonia
Nem sabemos, se veremos um novo dia
Se bebemos, demais, na certa é uma azia
Se comermos então, é uma baita desinteria

Creia...que esta situação... eu nunca queria
Se eu pudesse, o tempo,...juro que pararia
Não deixava o tempo correr e não envelhecia
Seria sempre jovem, fazendo arte e estrepolia

Talvez, até aqui não estaria, a escrever poesia
O que para alguns, até possa ser uma alegria
Ou para outros, uma tristeza, a página vazia
Sem este poeta louco, a escrever todo dia

Assim vou arrastando, esta vida, de tanto ia
Esperando, alegrar,  quem me lê, ou me lia
Com carinho, vou  seguindo esta minha via
Que me levará, um dia, a encher a tumba vazia....



Principe dos poemas e do amor
Enviado por Principe dos poemas e do amor em 03/11/2007
Código do texto: T721893
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Principe dos poemas e do amor
Aquidauana - Mato Grosso do Sul - Brasil
885 textos (107526 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 10:23)
Principe dos poemas e do amor