Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Flashes Na Minha Telinha


Ao fechar meus olhos eu caminho em
campos de flores perfumadas.

Vestes brancas, pés descalços e braços nus.
Giro meu corpo como uma bailarina e minha
vida vai passando em fleches numa telinha.

Sou criança pequenina, abro os meus
braços a procura de outros braços.

Quero aconchego, amor e carinho e meu
pequeno corpo se aquece envoltos suaves
e angelicais de braços femininos.

Outro giro.
Sou adolescente, descubro a paixão,
e meu corpo ferve, são sentimentos
e sensações ainda desconhecidas.

Sinto o primeiro toque do abraço, o primeiro
doce beijo do primeiro menino encantado.

Dou outro giro.
Sou jovem, a paixão continua a invadir
o meu peito, os toques agora são mais intensos.
 
Conheço o sabor do sexo, e o gosto
amargo da primeira desilusão.

Agora sou mulher.
Com um coração ainda fervendo
por paixões meramente passageiras.

E ao girar fortemente vejo-me agora como sou
um novo sentimento invade meu peito, tão sutilmente
instala-se em meu coração, silenciosamente se aloja,
acomoda-se e descubro que esse novo morador não
chama-se mais paixão. 

Tão intenso, tão envolvente, tão forte,
quanto à paixão, mas este sentimento
chamado Amor é calmante do coração.

Vejo agora, o mesmo campo florido e inspiro seu perfume.
Toco nas pequeninas flores, olho para o céu com  nuvens
brancas e esparsas sobre um azul tão intenso.

Abro meus braços e procuro aquele amor
que tomou conta do meu peito.

Não o encontro, fico sem abraço,
sem sexo e sem beijo.

E quando fecho novamente os meus olhos,
eu choro a minha desilusão por acreditar
em alguém que um dia iludiu o meu pobre coração.


12/11/2005
SBernardelli
Enviado por SBernardelli em 17/11/2005
Reeditado em 18/01/2011
Código do texto: T72918


Comentários

Sobre a autora
SBernardelli
Caraguatatuba - São Paulo - Brasil
914 textos (345644 leituras)
25 e-livros (11569 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/01/21 23:14)
SBernardelli