Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Meu fiel creme de cebola


O barulho da chuva
O som do piano do vizinho
E eu a tomar o meu creme de cebola
e a ouvir as teclas produzindo sons agudos
O meu creme vai se consumindo...
Olho pra dentro de mim e descubro aqui a felicidade
de estar sem nada,
só com meu creme de cebola
que se acaba com as teclas do piano do vizinho...

Um violino invade a cena
E o meu creme resiste,
Insiste no prato de vidro marrom...
Levo à minha boca o pão
Em ritmo de percussão...
o meu pão deste dia, mais um dia
perdido na noite de minha própria casa,
a que chamo lar...

Eu, meus pensamentos, minha caneta,
Uma velha agenda, meu pão
e meu, já falecido, creme de cebola
que quer me manter vivo
Luciano Villalba Neto
Enviado por Luciano Villalba Neto em 09/11/2007
Código do texto: T730223
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Luciano Villalba Neto
Sobradinho - Distrito Federal - Brasil, 48 anos
121 textos (1777 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 18:39)
Luciano Villalba Neto