Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

aves em ribação

AVES EM RIBAÇÃO



E vi como asas de uma ave sem rumo vi você ir embora
E nada pude fazer, porque já era a hora da ave voar,
Mesmo que se quisesse, não conseguiria, de forma alguma;
E como um parto, não havia volta,  era somente esperar
O que restou foram as lembranças vividas,
Se boas ou ruins, elas ficaram e ficarão para sempre,
E delas farei um colar de contas,para enfeitar minha vida,
Assim como ficarei a esperar que outra ave possa encontrar,
E novamente como um rito existencial, olhar suas asas,
Ouvi seu canto,passar a mão em sua cabeça,
E juntos como aves em ribação,voar em direção ao futuro
  Que não sabemos onde irá,como será,só restar voar
E encontrar outras aves que como nós buscam um céu azul,
Para lá do alto,sentirmos eterno,quanto o tempo, a vida...
Até que um dia um de nós,também voe para longe...
Dos olhos,do coração,da mente,do pensamento e da vida
  Assim estaremos nós longe, a pousar em outros ninhos...


Gilmar Santos
Enviado por Gilmar Santos em 10/11/2007
Reeditado em 17/03/2008
Código do texto: T732150

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gilmar Santos
Planaltina - Distrito Federal - Brasil, 60 anos
696 textos (114208 leituras)
53 áudios (5044 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 07:35)
Gilmar Santos