Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Chorar Brigando

Não vou permitir
que essa nuvem negra
massacre meu espírito.

Não vou.

Pode arrancar minha pele,
triturar o meu corpo,
moer minha alma
mas sem lutar arduamente
não me entrego não.

Meu pai sempre
me chamava
de chorona,
mas sempre dizia:

- Filha chore, chore sempre,
mas chore brigando,
sem se entregar.

- Ah, que saudade
meu pai querido.
Como queria agora
deitar em teu colo
e derramar lágrimas
sem fim,
sentindo sua mão
em meu cabelo
a me acarinhar.

Tens razão.
Tudo está escuro,
escuro,
portas fechadas,
janelas cerradas.

Tudo é preto
e branco
ao redor.

A luz colorida
sabe onde está?
- Está dentro de nós.
É lá que devemos buscar...

Maria
Enviado por Maria em 11/11/2007
Reeditado em 11/11/2007
Código do texto: T732580
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria
Blumenau - Santa Catarina - Brasil
4824 textos (195030 leituras)
1 e-livros (121 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/17 09:18)
Maria

Site do Escritor