Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PERFIL, JUNHO 2007 - ORKUT

O sorriso insiste.
Eu durmo com a certeza
de que haverá um amanhã,
de que hoje foi um grande dia
porque fiz tudo o que sabia.
porque fiz tudo o que podia
E muito do que não sei,
aprendo fazendo mesmo sem saber.

Todos fazem o melhor
dentro do que sabem
De acordo com o que são.

Já não trago nas mãos ferramentas
para demolir ou construir o mundo,
hoje, só tento fazer a minha mísera parte.

As dores não me fizeram infeliz.
As tristezas não me deixaram amarga.
Mas ficou esta tênue linha
entre alegria e tristeza...
É quase uma dor
A sensação de impotência
é quase um lamento.

Certas coisas são ou não são
O amor é assim: Ama-se ou não.
Não precisa, odiar
o ódio não é o avesso do amor
O ódio é um outro sentimento...
já não sei o que gostaria,
vivo o que é.
nem só, nem infeliz,
apenas tranqüila

Se é hora de viver este momento,
torná-lo-ei, então, sagrado,
conciso, preciso e silencioso.

Não há reclamações a fazer.
há que se observar
o que sou eu
o que é você.

junho/2007
Deusa Urbana
Enviado por Deusa Urbana em 13/11/2007
Reeditado em 02/10/2017
Código do texto: T735234
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Deusa Urbana
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
108 textos (4194 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 01:51)
Deusa Urbana