Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CÂNTICO DE ENTRADA


Não quero te despir
Não agora, já, nesse momento.

No prelúdio há que haver
                          Sedução, invento
E a mim, basta por enquanto
Ver-te em vestido largo
Cabelos soltos ao vento
Chinelinha de dedo
Sorriso entre aberto
Lábios ungidos
Com o mais discreto batom

Não quero te despir
Assim, de rompante, de repente.
Prefiro-te diáfana, leve, envolvente
                              Num jogo de sedução
Que aos poucos desperte em mim
O homem que te festeja
O animal que te fareja.
Raimundo Nonato
Enviado por Raimundo Nonato em 13/11/2007
Código do texto: T735365

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Raimundo Nonato
Teresina - Piauí - Brasil
257 textos (58776 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 17:18)