Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SEREI EU?

Amanheceu

Branquenado

Correndo.

Dizendo!...

Espelho

Feio?

Giro?

Honrado!

Ignorei.

Jamais

Lamentei!

Mentiras

Nada.

Opressão?

Pulhice?

Quando?

Resnaci...

Somente,

Ternurento

Único

Vacilante

Zonzo!
O Poeta Alentejano
Enviado por O Poeta Alentejano em 13/11/2007
Código do texto: T736011
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
O Poeta Alentejano
Portugal, 50 anos
855 textos (13831 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 19:52)
O Poeta Alentejano