Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Dueto quase franciscano

I: Descalço
              Edson Gonçalves Ferreira

Gosto de andar descalço nas gramas
Sinto que o verde alcança a alma

Gosto de andar descalço em casa
Para sentir a ternura do assoalho

Gosto de andar descalço, sentimentalmente,
Para que eu possa me machucar amando

Gosto de andar descalço
Porque descalçado, lembro-me do Pobre de Deus.

II: Calçado me faço à vida
                      Henricabílio

Gosto de andar calçado
Porque tem pedras no meu caminho;

Gosto de andar calçado
Porque a vida tem muito espinho;

Gosto de andar calçado
Para não ficar constipado;

Gosto de andar calçado
Porque o sapato me fica bem;

Gosto de tirar o calçado
Para dormir com o meu bem.

Réplica:

        Edson Gonçalves Ferreira

O poeta português calçado e
O poeta brasileiro descalço só procuram,
Cada um, a seu jeito, uma maneira de cultuar a vida
Que, de toda maneira, só vale se for canção,
Só vale quando dói,
Só vale quando encanta.


Aos amigos calçados ou descalços do Recanto das Letras.
edson gonçalves ferreira
Enviado por edson gonçalves ferreira em 14/11/2007
Código do texto: T737023
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
edson gonçalves ferreira
Divinópolis - Minas Gerais - Brasil
1160 textos (136196 leituras)
141 áudios (48707 audições)
5 e-livros (699 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 21:32)
edson gonçalves ferreira