Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
OLHOS E MÃOS QUE VIAM!
**************************


São as mãos que vêem numa

tentativa incomum de substituir os
olhos!


Pobres mãos que não conseguem

por mais que tentem!


Elas estão!


Os olhos são!


Díspares " veres" !


Uma tateia e

outro traz o

sentido para a vida!


Não sei qual me situa em

pior estágio!...


Nem tento descobrir!


Restam às mãos e aos olhos,

quem sabe, que tanto viam

possam ver, depois então, apenas

o que for a diferença!


©Balsa Melo

03.08.06

Cabedelo - PB

BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Enviado por BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO) em 16/11/2007
Código do texto: T739358
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Uberaba - Minas Gerais - Brasil
3010 textos (87939 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 05:19)
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)