Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MARCAS SUAS!


São falas que sopram apenas!

Pontos que nada significam!

Poeira que enegrece no desuso da espera!

São sonhos que cantam!

Escrevem para não significar!

Machucam os olhos com o desiderato da saudade!

São vidas que não se apagam do escaninho da lembrança!

São mortes que não consigo sepultar!

São vidas sem sopro que me conduzem para
a hora que não anda e nem passa,
mas desenha em meu rosto tantas marcas suas!

©Balsa Melo
23.09.06
Cabedelo - PB
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Enviado por BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO) em 16/11/2007
Código do texto: T739380
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Uberaba - Minas Gerais - Brasil
3010 textos (87929 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 14:49)
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)