Mal dita

Quisera jamais dizer

ou, nem mesmo escutar

a palavra "adeus"

dos lábios teus,

ou que pudesses falar

As lágrimas choradas,

lavariam o mundo

se derramadas,

seria um só segundo,

o teu peito a molhar,

se minha boca ousasse falar...

Mas, neste momento eu calo,

e, se dissesse o que trago

no peito, todo condoído,

nada diria...

teria morrido;

O fogo da paixão crepita,

a alma magoada chora

e, nada mais importa;

que seja maldita a palavra não dita

e, se fosse mal dita,

não te deixaria ir embora...

antes, fecharia a porta

jogaria a chave fora ...

Lara
Enviado por Lara em 22/03/2005
Código do texto: T7434