Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Dizer adeus. Uma palavra que não te digo

Uma palavra que não te digo


A Deus? Envio-te,
para que Ele te proteja.
A Deus? Peço-Lhe
todos os dias,
para que:
Não te perca de vista.
Um segundo só que seja,
para que:
minha alma
fique sossegada.
Entrego-te a Ele
Porque o Omnipotente,
está sempre, muito ocupado.
Tomando conta,
deste mundo tão
desordenado
A Deus? Digo sempre.
Que Ele seja louvado
Adeus?
Não quero proferir.
Essa palavra,que faz sofrer.
Contundente,
que toda a gente, pronuncia.
impensadamente.
É deprimente.
E a gente nem dá conta
Do quanto ela nos castiga.
Mais vale nunca a dizer.
Pois que,
Inesperadamente
Nem percebem que ela,
Nos deixa devastada.
E, dizêmo-lo
tantas vezes a sorrir.
E a chorar.
Ou, se calhar,
indiferentemente,
sem pensar.
Com um lenço,
ou uma mão a abanar.
Com abraços, beijos,
amplexos de desejos.
Não porque ela,
no nosso subconsciente,
queira pressagiar,
um adeus infinito.
Mas realmente,
dizer adeus é
O fim.
Essa sentença?
Eu nunca quero proferir.

De t,ta

19-11-07
11;05


Tetita
Enviado por Tetita em 20/11/2007
Código do texto: T744594

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tetita
Setúbal - Setúbal - Portugal
1397 textos (81101 leituras)
65 e-livros (5632 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 21:58)
Tetita