Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

URDIDURA

Quando olho pai
teu rosto sulcado de ais
E através de minhas lágrimas
vejo tua face esmaecer

Quando a saudade
espreita antecipada
E o tremor de tuas mãos
tece a última urdidura

Agora que também sou pai
e teu viço já não me embala
A criança que eu fui
não te esquecerá jamais
Moisés Fornazari
Enviado por Moisés Fornazari em 25/11/2007
Código do texto: T752567

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Moisés Fornazari
Curitiba - Paraná - Brasil, 46 anos
6 textos (275 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 13:23)
Moisés Fornazari