Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Hibernação

A voz, que ouço,
vem do fundo
de sua alma hibernada,
na esperança de se proteger
do gelo que compõe
a existência dos seus dias.

Carvernosos são seus pensamentos,
escondidos em ácido humor,
a disfarçar o pavor,
o medo de deveras viver.

Eu, a te olhar desenhado no centro da lua,
visto-me de anjo, heroína ou deusa,
sou, neste momento,  sua presa,
a desvendar seu coração...
em vão...



SueliFajardo
Enviado por SueliFajardo em 30/11/2007
Reeditado em 30/11/2007
Código do texto: T759539

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
SueliFajardo
Jandaia do Sul - Paraná - Brasil
958 textos (31257 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 21:33)
SueliFajardo