Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
TALVEZ VOCÊ ME QUEIRA TARDE DEMAIS!
****************


Talvez eu não queira mais ouvir o repetir dos meus ais!


Talvez eu consiga riscar seu nome do meu peito e inscreva-o na cova do meu rosto como uma cicatriz que apenas marca,

nada mais!


Talvez eu não consiga sobreviver sem o seu toque,

sem o barulho silencioso dos seus olhos que tanto me agitam!...


Talvez!...


A minha vez de sair tenha chegado e

nada mais fará morada em meu coração...


limparei dele as lembranças,

as noites ressentidas pela espera,

os toques tímidos dos seus dedos sobre as minhas mãos e

o temor de ser feliz com um amor suposto que não podia existir!...


Você,

talvez,

queira-me tarde demais no cedo

vencido da minha solidão!


©Balsa Melo

12.01.07

Paraíba

BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Enviado por BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO) em 03/12/2007
Código do texto: T763766
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Uberaba - Minas Gerais - Brasil
3010 textos (87945 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/17 11:07)
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)