Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POR ONDE ANDO

Ainda tenho o espírito fragmentado,
O psiquismo descontrolado
Encarcerado em um ego limitado
Das plêiades cósmicas na Terra isolado.

Por onde ando não me encontro.
Pelas formas materiais fui enganado
Pela conscupscência estive embriagado
Meu mais pleno sentido entorpecido
Preso ao som o ouvido
Sem luz a visão
Tátil frio na sensação
Amargo sabor no paladar
Aroma de impureza no olfato

Amor imperceptível até o despertamento
Do sexto sentido do ultra senso.
Já não sou mais o que penso
Penso no que realmente sou.
Não sei, sei que ao amor estou propenso.

Rastejei-me por milênios na horizontal
Tal como um animal hominal
Com ódio sustentei guerras destruição
Na presença do Cristo Universal
Ergo agora minha percepção na vertical
Num espasmo celestial
Sintonizo e capto por fim Deus
Eu um d’eus...
Mais uma ovelha perdida resgatada
Mais uma alma restaurada
Mais uma onda harmonizada
Para manter a ordem do universo equilibrada.

CicBenSil
Enviado por CicBenSil em 04/12/2007
Código do texto: T764573
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
CicBenSil
São Paulo - São Paulo - Brasil, 37 anos
418 textos (17949 leituras)
5 áudios (518 audições)
4 e-livros (253 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 21:35)
CicBenSil