Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

RARIDADES

Não é raro o barro virar jarra
e a jarra, pastora d'água,
guardar a sede de quem passa
com a pressa da caça
estampada nos olhos.

Não é raro o raro virar comum
quando algum tira a pedra
de onde ela senta e espera
que passe por ali algum
que a molde em forma
sincera.

Não é raro o pássaro virar voo
levado pelas mãos do vento
que o solta com o argumento
de que alguém deve provar
urgentemente do corpo do ar
respirável.

Não é raro apressar-se a paixão
em busca de lugar seguro
pois espia por sobre o muro
o amor que vem chegando
e sabe que partirá quando
instalar-se no coração.

 

Preto Moreno
Enviado por Preto Moreno em 06/12/2007
Código do texto: T767101

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Orivaldo Grandizoli). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Preto Moreno
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil
7525 textos (108254 leituras)
19 áudios (162 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 08:30)