Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto XXX

Sinto a minha fonte secando
O fim, cada vez mais próximo se faz
E não há como voltar atrás
E acha que eu voltaria? Engano...

Minha maldição é vasta demais
Que fique todo o meu amor, infinito
E por tudo que por ele tenho feito e dito
Que me sou acima de Satanás.

Sinto a minha fonte secando, sinto o fim
E em minha sepultura ainda hei de amar
Que se prolifere a maldição do amor por mim

E onde eu estiver, eu hei de estar
Porque tudo há de ser sempre assim
Porque sofremos tanto por amar.
Júnior Leal
Enviado por Júnior Leal em 30/03/2005
Reeditado em 30/03/2005
Código do texto: T8633


Comentários

Sobre o autor
Júnior Leal
Lagoa Santa - Minas Gerais - Brasil, 35 anos
958 textos (33243 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 30/11/20 14:24)
Júnior Leal