Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TERMINAL TIETÊ


Uma mulher aquece o dia
vendendo cafezinhos,
homens de sonhos sem arte
gastam olhos na mochila.
A mulher com rios de varizes
dobra o cotovelo nas pernas,
o homem sem cama, pernoitado,
volta a cochilar para dentro...

Pobres coitados, sem sono,
zombam do povo cansado.

Dura qual o silencio
dos homens calados por ela,
a cidade, assim como a morte,
como o sono deste terminal doente,
morre na sarjeta em meio a tanta gente.
Djalma Filho
Enviado por Djalma Filho em 30/03/2005
Código do texto: T8753
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Djalma Filho
Salvador - Bahia - Brasil
662 textos (20870 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/06/20 20:11)
Djalma Filho