Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUEM PISA NA POESIA SE DESCAMINHA

poesia é heresia e paixão
um vão aberto no espaço
é feita de versos e delírios
letras que avessam o real
e abrem brechas no imaginário
é dom mas é também trabalho
é um raio que surfa para o alto
e salta de dentro do coração

poesia é feita de versos e defeitos
sonhos alegrias e avessos
é o inverso da escrita reta
ela entorta e enfeita devaneios
é sincero exagero da linguagem
um universo paralelo
é pele pelo elo e correio
quem nela pisa se descaminha
e não tem mais jeito
Célio Pires de Araujo
Enviado por Célio Pires de Araujo em 19/12/2005
Reeditado em 20/02/2006
Código do texto: T88389


Comentários

Sobre o autor
Célio Pires de Araujo
São Paulo - São Paulo - Brasil
1389 textos (38627 leituras)
2 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/04/21 21:50)