Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Reflexões Noturnas

Bebi a Lua em brinde às estrelas
que uma a uma deslizavam no céu
E a cada nuvem que estática gemia
traguei a noite vagando ao léu

O meu sorriso que irradiava o branco
do âmago da noite eternizado
não chegou aos olhos que tristes choravam
o céu sem brilho, atro, desmistificado

A mente enluarada, entorpecida, branca
não soube cantar odes enamoradas
nem um rabisco, nem um acorde, nada

E o céu sombrio, respingando lágrimas,
levou de volta a Lua à sua morada...
Varei, sozinha, a fria madrugada
Dora Leal
Enviado por Dora Leal em 24/12/2004
Reeditado em 15/01/2005
Código do texto: T907


Comentários

Sobre a autora
Dora Leal
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
510 textos (26711 leituras)
1 e-livros (38 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 31/10/20 19:11)
Dora Leal