Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Detalhe que sangra

Trago comigo um negócio que inflama
Sentado, preciso olhar os que andam
Sentir rasgar, seco e frio
Fazer de um cisco algo pior

Sangrei ao pedir alívio
Pedi curativo
Sangrou tanto que me perdi na tontura
A sensação é a de um sopro cardíaco
Ao mesmo tempo meu pulso responde

A novidade é que os ossos da face
Fazem sobras nos vales, relevos
São pedidos, estragos, realces
Corredeiras, para quem espera um percurso

Um detalhe interessante se espalha
Passa transluzindo a cortina
Sou prático, perene, reclamo
Na prática, sou dono sem posses
E a chama que sobe, um detalhe
Um detalhe
Michell Niero
Enviado por Michell Niero em 01/04/2008
Código do texto: T925742

Comentários

Sobre o autor
Michell Niero
Osasco - São Paulo - Brasil, 35 anos
37 textos (3186 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/05/21 01:12)
Michell Niero