Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Um dia de primavera

Ergue-se o sol como flor

No campo azul porcelana

E refulge em minha alma

A tangível harmonia

 gentil, consumada e pura!

 espelhando o céu, flui o rio.

As flores ainda promessa

Abrem-se à luz qual bandeira

De paz, de amor e esperança.

Um periquito pequeno

Delicadamente cuida

Do seu amigo Caturro

Com tanto esmero e ternura

Que me quedo em mudo espanto



Ah, o amor! É um segredo

No vento vai delirando

Brilha em cada recanto

A vida fulge de encanto



Mas o humano no engodo

sufoca o tesouro alado

no íntimo cofre cerrado!

 

Maria Petronilho,

26/5/2004
Maria Petronilho
Enviado por Maria Petronilho em 01/06/2005
Código do texto: T21391
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Maria Petronilho
Almada - Setúbal - Portugal, 68 anos
1267 textos (136877 leituras)
60 áudios (14442 audições)
9 e-livros (6363 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/07/20 05:20)
Maria Petronilho

Site do Escritor