Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Natureza Despida... Sem Amor e Sem Folhas

Tanta Natureza despida... O ciclo sem vida:
Neste ocaso de Outono desprotegido;
Embalo de um tempo com tanta nostalgia;
Toda a ternura se esvai e sem sentido...
Vem com tristeza do tempo de monotonia!

São momentos de um tempo tão comovido:
Vem Esperança; dá brilho; dá luz à vida;
Tanta Natureza despida: e o mundo perdido;
Tanta gente desesperada! Tão comovida...
Todo o tempo pela vida! Sempre absorvido!

Tanta tristeza neste declamar... Sem folhas:
Triste tempo;  veio com vento de sonho;
Muito além o sentido opaco! Tempo; olhas;
Outono despido; a declinar é tristonho...
Natureza despida... sem amor e sem folhas!

Nesta tertúlia da vida com envelhecimento:
A monotonia de um tempo; que passa;
Todo ciclo tem passagem; com este tempo;
Natureza; a todos; com o tempo abraça...
Toda a tristeza se esvai com este sentimento!

                                                                     20/02/2016
                                                                 José Duarte André
José Duarte André
Enviado por José Duarte André em 20/02/2016
Código do texto: T5549732
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
José Duarte André
Portugal, 76 anos
493 textos (15019 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/01/20 11:00)
José Duarte André