Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

 
     

PORTA DA FRATERNIDADE



 Em busca de uma nova alvorada,
numa viagem estranha,
seguia eu minha jornada
por uma triste estrada.
 
Sem nenhuma ilusão,
encontrei uma porta escura
por onde eu via só
desamor e desventura
 
Era um cenário diferente,
com personagens dantescos.
Seres grotescos ali brincavam
em busca de uma felicidade terrena
com uma atitude quase profana,
num estranho programa,
através somente do prazer.
 
Uma visão que me despedaçava
e me deprimia
sem nenhum fascínio.
Num total declínio.
 
      Mas num dia cheio de graça,
milagrosamente,
encontrei uma porta radiosa
que me mostrava seres
de uma beleza venturosa.
 
Criaturas meigas e puras,
banhadas de um imenso amor,
com grande ternura,
encheram de ilusão
meu pobre coração.
 
E deixando de andar ao léu,
encontrei felicidade
na Porta da Fraternidade!



de janeiro
Dia Mundial
da PAZ e da
FRATERNIDADE


Alda Corrêa Mendes Moreira
Enviado por Alda Corrêa Mendes Moreira em 30/12/2008
Reeditado em 30/12/2008
Código do texto: T1359930
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Alda Corrêa Mendes Moreira
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil
213 textos (16008 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/11/19 23:49)
Alda Corrêa Mendes Moreira