Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

*** (SEMANA DAS MÃES EM POESIAS) *** ***(2º DOMINGO DE MAIO) *** *** DUAS VERSÕES DE UM MESMO AMOR. *** *** (04/07) ***

*** Mãe (O Canzoneto) ***
ABAB – CAC – DEED – FGF – GHHG.
 
Mãe tem amor, é de paz, tem ao feto afeto, são luzes.
É de fato a força maior, a dádiva de toda nossa criação.
Vocês nos conhecem, fez de tudo, deu leveza às cruzes.
O fruto do seu ventre é produto do seu grande coração.
 
Mãe, as suas fontes, tem mais vida, tem mais evidência.
Apesar de já crescido, ainda te damos tanta preocupação.
Vocês mudam de endereço, mas tem a mesma sapiência.
 
Mãe, assim com Jesus suportou os mil espinhos das lidas.
O seu amor é diário, é de puro coração, é de peito aberto.
A sua mão amiga convive conosco, vive sempre por perto.
O seu amor é único deu conteúdo e sentido a nossa vida.
 
Mãe, como nós podemos nos esquecer do seu real valor.
Você em nossas vidas ainda é um exemplo transparente.
A vida com o tempo nos mostrou todo o seu amor e calor.
 
Mãe, a sua lealdade conosco ainda se mantém presente.
Você como ninguém fez do amor, a sua maior verdade.
Ensinou-nos a andar no caminho do bem e ter fidelidade.
Hoje te agradecemos por sermos elos da vossa corrente.


      Canzoneto, é uma criação da poetisa, Margareth D. S. Leite do site Recanto das Letras.

José Aprígio da Silva.
“Lorde dos Acrósticos”
Stenius Porto.
Brasília/DF.
Sábado, 04 de maio de 2013 – 00h31.


************************************


*** Mãe (O Soneto) ***
*** (2º Domingo de maio) ***
*** (04/07) ***
 
Mãe tem amor, é paz, é afeto ao feto, é luz,
é de fato a força maior, a dádiva da criação,
o fruto do seu ventre é produto do coração,
você nos conhece seus tons em nós se reluz.
 
Mãe, as suas fontes, o seu saber nos conduz,
mesmo já adulto, eu inda te dou preocupação,
você muda de endereço, mas não de coração,
as suas lições de vida até hoje inda se reproduz.
 
Mãe, assim como Jesus fez deixou leve a cruz,
as dores carregou seu esforço não foi em vão.
muitas das vezes teve que dizer os muitos não.
 
Podia até faltar tudo, mas tinha sempre cuscuz,
sei que inda serei pra sempre o eterno bebezão,
mãe obrigada, eu sei que Deus ungiu suas mãos...


*******************************

     Esse é o 4º canzoneto/soneto da “SEMANA DAS MÃES EM POESIAS”,  espero que todos e primordialmente todas as mães gostem, mães são 24/horas por dia, 7/dias por semana, 30/dias por mês, 365/dias por ano, não recebem salários, e nem férias.
     Elas estão sempre ali na labuta, eu sei que uma semana ainda não é nada em comparação o muito que ela já fez e continua fazendo em nossas vidas, mãe é tudo de bom, é um anjo de DEUS na terra, todas as mães são as Marias, Maria a mãe de Jesus.

José Aprígio da Silva.
“Lorde dos Acrósticos”
Stenius Porto.
Brasília/DF.
Domingo, 22 de Abril de 2012 – 14h35.


Stenius Porto
Enviado por Stenius Porto em 08/05/2014
Código do texto: T4798706
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Stenius Porto
Ceilândia - Distrito Federal - Brasil, 59 anos
342 textos (9988 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/11/19 21:50)
Stenius Porto