Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

JULIO OSNI, DANÇARINO GREGO

Descendo a colina, na miragem
Esperança se avista, dia-após-dia
Uma imagem, insiste saudade...

A perder de vista, coabita...
Alimentam-se da mesma seiva
Dor! Incondicional amor!

Na pureza da fonte, manancial de águas claras
Bobamente brota a lagrima;
Sensibilidade... Clima... Sensação rara!

À flor da pele, fragilidade é solidão;
Angelitude visita, aproxima, tem causa:
Emoção, cheiros, anunciação...

Precursora, melancólica e celeste, ah! Piedade
Irmã da caridade, virtude primeira pró-vida;
Por amor!... Pega leve na hora da partida.

Hominalidade do amigo enfermo, coragem...
Passagem pede apoio ante a luta e o luto
Liberdade, merecimento que indulta.

(Idílio das mariposas tem borboletas na lida)
Animalidade?!
Bestializar-se por tola mordida...

Por ti novamente tudo faria
Mil pratos na Grécia antiga
Dançando, quebraria...
jorgearildo
Enviado por jorgearildo em 03/06/2009
Reeditado em 05/06/2009
Código do texto: T1629274


Comentários

Sobre o autor
jorgearildo
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil
105 textos (2703 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/09/20 08:40)
jorgearildo