Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
As veredas da alma

Que bom te encontrar,
sentir a sua alegria ao saber
que pode me ajudar,
ver seus olhinhos brilhando
revelando a curiosidade do sigilo,
do mistério das coisas
que não podem ser ditas,
dos gestos que traduzem
o que os lábios não podem dizer.
Que bom que está comigo
desvendando as veredas do perigo,
buscando o caminho percorrido
pelo medo
e o olhar inquieto
do amigo mais querido!
Por um instante,
divago.
Chego a pensar 
que me vê.
e que a mulher pode lhe parecer
a busca de todo querer,
e os  sonhos,
escondidos sob a mira do bem viver.
Menino grande, menino forte.
Homem menino,  um homem de grande porte
Tão forte, que me faz sentir pequena
Uma aprendiz de sua alma serena!
zaciss
Enviado por zaciss em 28/05/2006
Reeditado em 15/08/2018
Código do texto: T164838
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
zaciss
Lavrinhas - São Paulo - Brasil, 69 anos
338 textos (13878 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/09/18 14:31)
zaciss

Site do Escritor