Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

poesia ao lado

é poeta mesmo.
me fala, usando gracejos,
de beijos, abraços,
desejos.

mas logo depois, vira louca.
me esfrega a buça na boca.
eu olho, porém nada vejo,
nem sei se ela estava de roupa


Rio, 13/07/2006
Aluizio Rezende
Enviado por Aluizio Rezende em 11/03/2007
Código do texto: T409322


Comentários

Sobre o autor
Aluizio Rezende
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
6973 textos (155297 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/09/20 06:21)