Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto




Tudo anda tão louco
Que aos poucos
Vamos perdendo
Nossa noção do justo,
Do belo, do custo...
Nossos valores
Vão sendo tragados
pela falta de limite
da chamada modernidade.
E há quem nisso acredite
Como símbolo de liberdade.
Às vezes bate no peito
Uma doída sensação
De impotência
Um convite à desistência
Uma vontade de chorar...
Mas temos que resistir
Não podemos nos entregar.
E toda amizade
É uma fonte de fortaleza,
Um princípio de certeza
Que agente vai conseguir
Que não é o fim.
A Maria Isabel, pra mim,
É este tipo pessoa.
Amiga, alegre, de alma boa,
Gente do direito...
E o seu olhar, o seu sorriso,
São como um aviso
De que tudo tem um jeito
Se a gente acreditar
Que Ele nos ama
E com especial amor 
Pelo nome nos chama
Pra recomeçar.

( para minha amiga Maria Isabel)

 
silasol
Enviado por silasol em 20/12/2016
Código do texto: T5859048
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (CITE O NOME DO AUTOR E LINK PARA A OBRA ORIGINAL). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
silasol
Sabará - Minas Gerais - Brasil, 67 anos
662 textos (80305 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/06/19 02:51)
silasol