Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

http://www.youtube.com/watch?v=SvXHAs9xo9w
 
 
R
      ecanto

             das
                   
L 
                        etras
                             

A LIBERDADE SOLITÁRIA

Te esperei esta semana
vê, se não me engana,
eu assovio chupo cana
amarrado, antes Pernambucana.
Data Venia ! Conciliação,
embargos no coração.
Ajuizado o meu amor
te ofereço uma flor.
O meu crime é te amar.
Serei eu condenado?
Para o amor a minha sorte
ainda não temos pena de morte.
O teu coração é um tesouro,
e não me arranque o couro.
O teu coração não é público
este é mais um grande fato.
e não poderei ser condenado
por peculato,
por coração ter me apropriado.
O meu crime vai virar jurispruência,
e logo, logo vai prescrever.
Em você estou viciado,
e te quero com prudência.
Preciso me regenerar
me conceda uma liminar.
E juro a Norma obedecer
sem me exceder.
Eu te amo.
Não sou teu 171.
Não serei teu engano,
e muito menos mais um.



Rs t....25 de Agosto de 2007 12:11

 
Ofside
Enviado por Ofside em 29/08/2007
Reeditado em 28/03/2014
Código do texto: T629326
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ofside
Rio Claro - Rio de Janeiro - Brasil
1662 textos (84770 leituras)
38 e-livros (809 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 09:58)
Ofside