Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Afinação poetica

Se ergues sua voz contra mim
me sinto feliz pois tu ouviste meu
coro profético

Se leres meus versos singelos
dirá que não me conhece
tudo que faço penso
nem tudo que penso faço

Versos que digo por dizer, mares
que navego flores ou espinhos
que colhi e somente pra você

Sou sempre eu mesmo,mesmo
quando não sou, Vou ao fim sem sair
do começo sou poeta por ser o que sou
não sou o que quero, mas
sei o que não quero ser

Carlos Antonio
Enviado por Carlos Antonio em 03/10/2007
Reeditado em 04/10/2007
Código do texto: T678475

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Carlos Antonio
Brasília - Distrito Federal - Brasil
67 textos (1959 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 21:19)
Carlos Antonio