Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Labirinto da vida



No labirinto da vida
Ai! foi a minha escola.
Nem precisei de sacola.
Nem de livros, nem de mestre.
Nem sequer havia testes,
Para ser admitida.
Nessa grande escola da vida.
Era grande, essa senda,
que havia de vencer.
O caminho, era agreste.
E exercitei acoitar-me,
pisando-o com cuidado.
Elegendo preferíveis acessos
Havia mistérios a desvendar.
Dei comigo mais segura.
Os segredos, se convertiam em luz.
Minha candeia, acesa,
apanhava-os de surpresa.
Ela era o meu Saber,
o grande Conhecimento.
Era tudo o que me guiava.
E com segredos esclarecidos,
portadas, abrigos vencidos.
por fim me libertei.E, então
nos caminhos da existência;
encontrei o porto- abrigo.
E do frio, se fez calor .
Com carinho, alisei pedras.
Muitos espinhos arranquei
Imunizei refregas.
Aprendi, que sem amor!
Não se desvenda a vida.
Fica ausência perdida.
É uma casa sem paredes.
Uma confusa peleja
todos perdem, ninguém ganha.


De t,ta
22-10-2007
18:03

.

Tetita
Enviado por Tetita em 23/10/2007
Reeditado em 03/12/2007
Código do texto: T705979

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tetita
Setúbal - Setúbal - Portugal
1397 textos (81098 leituras)
65 e-livros (5632 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/17 03:46)
Tetita