Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Desabrochando em Versos

De repente me descobri poeta
A contar de forma liberta
As coisas simples da vida,
Vi-me novamente menino
Traçando meu destino
De forma suave e plena.

E o sol raiou como sempre
Mas, agora pude perceber
Que das lembranças fiz versos
Que verteram canções
Com a calma na alvorada
Abrandando um novo dia.

Vi-me vivo e vivendo
E minha verdade
São caminhos que escolhi,
Sim sou poeta
Escrevo versos e canções
Sobre sombras e sobras da vida.

Sim sou poeta,
Sem saber o porque,
Mas, a vida tem seu tempo...
E nasci poeta...
Convidando a razão
A desabrochar em versos.

Claudo Ferreira
Enviado por Claudo Ferreira em 04/12/2007
Reeditado em 13/12/2007
Código do texto: T763935
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Claudo Ferreira e o site Recanto das Letras) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Claudo Ferreira
Tabuleiro do Norte - Ceará - Brasil, 53 anos
272 textos (38480 leituras)
81 áudios (6578 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 02:52)
Claudo Ferreira