Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

HAVIA UM PÁSSARO CUJAS ASAS ERAM A IMENSIDÃO

À Sónia Neves, Princesa borboleta

HAVIA UM PÁSSARO CUJAS ASAS ERAM A IMENSIDÃO

E assim nasceu
Assim se fez esta canção
Que fiz para ela
Porque

Havia um pássaro cujas asas eram a imensidão

Voava mais alto
Do que imaginava
Do que poderia pensar
As estrelas eram um destino
Que sem saber ele ia alcançar
Na simplicidade
Das coisas belas
Que admirava
E estava sempre a criar
Que ecoavam no seu canto
Que maravilhavam quem o sabia escutar
Porque o seu poiso
Eram as casas
E os bosques
Cujos seres o sabiam apreciar
Era a eles
Que ele queria ensinar a voar
Para tirarem da vida
O maravilhoso que ele via
Que era a sua dimensão
Ave rara infelizmente
Que paira onde menos havemos de esperar
História bela que com ele
Aprendi a contar
Porque

Havia um pássaro cujas asas eram a imensidão
Miguel Patrício Gomes
Enviado por Miguel Patrício Gomes em 06/05/2006
Código do texto: T151413


Comentários

Sobre o autor
Miguel Patrício Gomes
Portugal
5434 textos (185686 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/04/20 01:02)
Miguel Patrício Gomes