Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MINHA AMIGA

Quando dei por mim
já havia um jardim
em meu coração,
e você era o agricultor.
E eu, que em tantas oportunidades
atestei uma esterilidade,
fiquei pasmo, com tanta flor.
Pensei ser coisa de primavera
e que ao chegar a o verão
tudo voltaria a ser como era.
Mas percebo que não.
Quando uma flor perece
outra floresce
conforme a estação.
E assim, há tempo de margaridas,
bromélias, rosas,  orquídeas,
jardineiras, cravos, jasmins...
E pra você, meu beija-flor,
reservo com amor,
o mais doce nectar
de cada flor
desse jardim.

silasol
Enviado por silasol em 09/09/2007
Código do texto: T644715

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (CITE O NOME DO AUTOR E LINK PARA A OBRA ORIGINAL). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
silasol
Sabará - Minas Gerais - Brasil, 66 anos
660 textos (75257 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 17:33)
silasol