Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VENERAÇÃO



O desejo do poeta é ter uma obra prima
Que mostre seu coração a sua alma
Que supere sua própria intelectualidade
Que mostre sem permeio sua mabealidade
Seus desejos, seus prantos seus medos
Suas paixões, sonhos e devaneios
Suas alegrias suas felicidades
E que diga que alem de todo poeta
Ser tido como um vagabundo sonhador
Ele convive no século vinte e hum
E crer também na realidade
O desejo do poeta é sua inspiração
Sua loucura é ter amores mil
Amar a todos com muito fervor
Só porque aprendeu a amar
O destino do poeta é fascinar
O poeta é um louco por fantasiar a vida
Para a vida de muitos encantarem
Mas se o poeta não tiver uma musa
Será triste o seu versejar
Por isso cara amiga,
Como senhora da minha inspiração, lhe falo!
Que adoro o amanhecer, e espero com ternura
O anoitecer, onde os pingos de estrelas
No veludo negro a cintilar
Trazem-me todas as lembranças que tive
De você durante o dia
Para que eu durma impregnado de você
Sonhando que você é minha obra prima
E sossegado, abrasse o céu como se tivesse a lhe abraçar...
BARRET
Enviado por BARRET em 07/12/2007
Código do texto: T767953
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BARRET
Salvador - Bahia - Brasil
797 textos (72297 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 02:52)
BARRET