Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Acaso no ocaso
No ocaso eu me perdi
No acaso eu te encontrei
Ocaso do acaso eu me encantei

E neste acaso eu te amei
E neste amor sem ocaso
Eu te vejo
Eu te encontro
Eu te amo

No ocaso meus olhos encontram os teus
Por acaso se prendem neste olhar
E caso se desprendam deste brilho
Perdem-se neste crepúsculo de amar

E movem-se velozes
Em busca de um último olhar
Segurando, retendo, tentando ao acaso
Nestes olhos ver o brilho do luar

E o ocaso se vai
Mas sei que a natureza é perfeita
Pois por puro acaso
Amanhã, de tardinha, no ocaso
Perder-me-ei no seu olhar!
Fátima Batista
Enviado por Fátima Batista em 13/02/2006
Reeditado em 02/12/2007
Código do texto: T111238
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Fátima Batista
Santo André - São Paulo - Brasil, 58 anos
1461 textos (77147 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/04/21 00:34)
Fátima Batista

Site do Escritor