Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ECOS...

Deitado no chão
De costas para o mar
E olhos no céu
Olho o canto das estrelas
E o brilho sibilino
Das sereias
Desejando
Mentindo descaradamente
Que o Teu sonho
Também seja o meu…
Porque são

Ecos…

Etéreos
Dum passado
Que tinha algo de novo
Um pouco nada puro
Que passou a barreira do presente
E que agora
Se vislumbra
Como um incógnito
Mas sorridente futuro
Nesses

Ecos…

Duma simbiose
Transfigurada osmose
Que desejei
Para os tempos que hão de vir
Embora a máscara
Esteja esborratada
Tu escolheste outro caminho
E Eu Agora
Já sei para onde ir…
Escutando

Ecos…

Cada vez mais longínquos
Cada vez mais distantes
De anjos
Rejubilantes
Que por um segundo
Tomaram o lugar dos meus Planetas
Numa altura
Em que sabia quem Tu eras…
Ouvindo

Ecos…da mais deslumbrante
E fulgurante alegria
Porque redescobri
O meu Deus
A minha família
Amizades
E quem sabe um novo
E incógnito
Amor
Que julgava inexistentes
Que substituíram
A tua sombra
E me dão uma paz
Absoluta
Que sinto
Com a força dos meus átomos
E a minha fé incomensurável
Que estarão
Comigo
Para sempre!

Ecos…
Miguel Patrício Gomes
Enviado por Miguel Patrício Gomes em 21/09/2008
Código do texto: T1189587

Copyright © 2008. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Miguel Patrício Gomes
Portugal
5549 textos (188654 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/05/21 05:51)
Miguel Patrício Gomes