Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tudo arde

A alguém que perdi definitivamente e para sempre nesta madrugada

Poema inspirado em alguns dos meus mestres Portugueses : Variações, David Fonseca, Palma e tantos outros e outras cujas belas palavras moldam toda a minha escrita

TUDO ARDE

 

Os meus sonhos
E por arrasto
Parte da minha alma

 
Tudo arde


Na fogueira
Da minha maldição
Ecos dum passado
Com restos do presente
E lampejos do futuro


Tudo arde

 
Nas mortes
Que nunca param
De bailar em meu redor
Mortes físicas
Ou mentais
Mas mortes
Bem reais

 
Tudo arde

 
Fervo de vida
Fiz dela o meu estandarte
Que levo a todos os cantos do mundo
Mas só a demonstro
Fora da minha intimidade


Tudo arde


Nos sentires
E na escrita
Que são o seu veiculo
Para a posteridade
Ardo como sempre
Para sempre
E é essa a minha
Mais crua verdade

 

Tudo arde

 

 Setembro de 2005

Poema protegido pelos Direitos do Autor
Miguel Patrício Gomes
Enviado por Miguel Patrício Gomes em 10/03/2006
Reeditado em 16/03/2006
Código do texto: T121340


Comentários

Sobre o autor
Miguel Patrício Gomes
Portugal
5545 textos (188514 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/04/21 17:34)
Miguel Patrício Gomes