Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Borboletas
Guida Linhares

Que fazem mil volteios
livres e soltas
sem nunca descansarem
de si mesmas

Que percorrem as flores
beijando-as com o mel
de suas entranhas doces

Que em suas multicores
são colírios para
seus mil amores

Sejam amarelas ou azuis
lilás ou transparentes
são obras divinas da criação

Da lagarta metamorfoseada
à beleza a olhos nu
consagrada

Todas são donzelas aladas
em busca do
néctar que as complete

E quando o encontram
docemente pousam
em suas "mãos" douradas

E ali num átimo de instante
acasalam-se
num doce conubio amoroso

E depois partem completas
para a sublime missão
de encontrar outras flores

E Deus sorri
pois a sua criatura alada
cumpre a missão encantada

Santos/SP/Brasil
28/03/06

&&&

Guida Linhares
Enviado por Guida Linhares em 29/03/2006
Reeditado em 24/01/2012
Código do texto: T130763
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
Guida Linhares
Santos - São Paulo - Brasil, 74 anos
2292 textos (177794 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/04/21 22:14)
Guida Linhares

Site do Escritor