Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

N1

Sinto uma ausência que me devora
me dilacera
consome minha alma.
Não me acalmo enquanto não encontro
da tua mão a palma.

Me perco em pensamentos
lembranças
planos
e tento em vão
descobrir
distinguir
o que estou sentindo.

Se o que falta é o que me completa
Eu estou pela metade
Suspiro
Respiro
o frio que contrasta com o calor da tarde

Busco um fio
um arrepio
calafrio
pio de um passarinho
ao cair da noite.

A ausência me esvazia
A felicidade me conforta
Como um nó-abraço
um laço
de teus braços no meu entrelaçados.

Ontem meu nada
Hoje meu tudo

Amor?
O destino
que depende de nossos
tinos
e desatinos
que revele.

Emanuelle Querino
Enviado por Emanuelle Querino em 08/12/2008
Reeditado em 11/01/2009
Código do texto: T1325308


Comentários

Sobre a autora
Emanuelle Querino
Imbituba - Santa Catarina - Brasil, 31 anos
65 textos (8936 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/05/21 19:16)
Emanuelle Querino