Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Navegando

Um breve silêncio me tomou de assalto,
Me fez vislumbrar a faixa infinita dos horizontes
Numa profusão de expectativas em expansão.

As sentimentalidades se afloraram em mim,
Fiz-me gladiador e cortei com minha espada
Todos os rancores e temores que me assolavam.

Perdoei a mim mesmo diante de meus pecados
Estraçalhei todos os recados mal...ditos
Zombei daquilo que sempre levei a sério.

Naveguei numa jangada de bambu
Pelos mares cantados por Homero
Feito Odisseu, venci as atribulações dos deuses.

Terra à vista! Terra à vista!

Mas não posso fincar o pé no chão
Preciso ainda navegar e navegar...
Ainda não tenho uma Penélope
Tecendo os sonhos de minha volta.

E o breve silêncio já não é tão mais breve assim...
Carlos Oliveira Maciuta
Enviado por Carlos Oliveira Maciuta em 24/04/2006
Código do texto: T144369
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Carlos Oliveira Maciuta
Gavião Peixoto - São Paulo - Brasil, 41 anos
12 textos (1174 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/02/18 14:46)
Carlos Oliveira Maciuta